Comissão processante do Impeachment tem novo integrante

Da esquerda para a direita, Flávio Fuba (PSC), Bruno Salsa (DEM) e Quinho Fenelon (PSB)

Após a desistência do vereador Sargento Torres (PSB) em participar da Comissão processante do Impeachment, uma sessão extraordinária foi realizada na manhã da quarta-feira (31/07), na Câmara Municipal de Goiana. Sargento Torres justificou sua recusa por já participar da mesa diretora, o que poderia implicar em ausência de celeridade nos trabalhos durante a instrução da Comissão.

Seguidamente a leitura do expediente do dia, um novo sorteio foi realizado para identificar o novo integrante da Comissão. Momento que o vereador Quinho Fenelon (PSB) foi designado para integrar a Comissão, e tão logo concordou em participar do processo.

Uma pausa de 5 minutos foi devidamente realizada para a Comissão escolher a função do seu novo integrante. Logo depois, confirmou-se que o vereador Quinho Fenelon assumiria a relatoria da Comissão, bem como o presidente e membro, permaneceriam sob responsabilidade dos vereadores Bruno Salsa (DEM) e Flávio Fuba (PSC), respectivamente.

Impeachment – Os parlamentares avaliam denúncia realizada pelo advogado Tarcisio Chaves de Moura, sob o suposto cometimento de infração político-administrativo pelo prefeito Osvaldo Rabelo Filho e, seu vice, Eduardo Honório, através de superfaturamento de um processo licitatório firmado pelo município com uma empresa de coleta de lixo.

A denúncia foi protocolada na Casa José Pinto de Abreu no dia 10 de julho de 2019 e atualmente está sendo avaliada pela Comissão Processante desde o dia 11 de julho de 2019, que segue os trâmites legais para averiguação dos supostos crimes apresentados pelo denunciante. Se constatada a veracidade dos crimes praticados, o prejuízo ao erário pode ultrapassar os R$ 10 milhões de reais.

Ascom Câmara de Goiana



Links
Mais Posts
Accessibility